22 de Feb de 2012, por

Imagem da Semana #1

Senhoras e senhores! Estreiando a coluna “Imagem da Semana” com aquelas que mais me chamaram a atenção no universo do gênero do vapor!

Começamos com essa…

Continuar lendo

Definir William Shakespeare não é uma tarefa fácil. Conhecido como “Bardo de Avon” (referência a Strattford-upon-Avon, cidade origem do poeta) ou simplesmente “The Bard” (O Bardo, em tradução literal). Sua história é tão complexa quanto sua obra e muitas vezes seu brilhantismo é ofuscado pela falta de capacidade leitor moderno em compreender Shakespeare em sua essência. Muitas vezes, o poeta chega a ser comparada aos pífios romances novelescos globais ou até mesmo sagas amorosas vampirescas. Por parte da crítica há sempre o foco nas suas obscuras origens e nessa busca incessante para descobrir quem realmente foi Shakespeare, se ele realmente existiu… Essa bestial e insignificante busca mata por completo todo um trabalho de retratos históricos e do estudo do próprio ser humano. Antes de tudo, o dramaturgo (acho que não preciso mencionar com clareza este detalhe conhecido por todos) foi o primeiro homem moderno, assim como as obras que o seguem.

Continuar lendo

11 de Sep de 2010, por

O tempo existe?

O tempo existe?

A Ficção Científica tem como maior ferramenta o fator tempo. Passado, presente ou futuro, ou talvez todos eles juntos compõem as várias vertentes da Ficção Científica. Mas a pergunta que fica é: O tempo, ele realmente existe? Seria fruto de nossa imaginação? Afinal, ele é relativo. Ora, quando se exerce uma atividade, dependendo da disposição e da pessoa, aquilo poderá durar uma eternidade, ou dependendo poderá durar apenas alguns minutos. Será que o meu tempo é diferente do seu? Ou será que não existe tempo. Como diria Neil Gaiman em um de seus contos, ”o tempo é fluído por aqui”.

Continuar lendo

“Vamos mudar o mundo?” – Essa é uma questão sempre presente na cabeça das pessoas, principalmente naquelas mais jovens e que se nutrem de esperança graças a ideais considerados pelos leigos como revolucionários. Sendo assim, a mudança vem de uma palavra em especial, a chamada “revolução”. É daí que temos fatos históricos, como o dia 1º de janeiro de 1959 que foi marcado pela derrubada do ditador Fulgêncio Batista e a tomada do poder de Fidel Castro na famosa Revolução Cubana. Ainda podemos destacar a Revolução Francesa em 1789 e 1799, de cunho social, científico e artístico, além da Revolução Industrial nos séculos XVIII e XIX. A pergunta que fica é: o que realmente caracteriza as mudanças do mundo? E o que faz acontecer essas constantes evoluções? São essas perguntas que serão respondidas (ou pelo menos tentadas) pelo cérebro humano que é movido por um fator importante chamado “Tempo” e a sua relação com o subgênero literário SteamPunk e a Ficção Científica.

Continuar lendo

Categoria(s): SteamPunk | Tag(s):

As famosas cartas de tarô compõem um baralho de 78 cartas e faziam parte de um antigo jogo criado no norte da Itália entre os séculos XV e XVI. Os tarôs passaram a ser utilizados na previsão do futuro a partir do século XVIII. Aparentemente, os tarôs não possuem nenhuma ligação com a ficção científica, porém, não é o que dizem os cientistas…

Em 2001, a revista Galileu publicou uma matéria um tanto curiosa. Tratava-se nada mais nada menos que uma discussão sobre o fim da ficção científica. E explicações foi o que não faltaram aos cientistas, os reais defensores deste pensamento. Segundo estes pesquisadores, a ficção científica está perdendo seu fôlego, pois não é mais possível prever o futuro como se fazia antigamente. Isaac Asimov falava de uma espécie de biblioteca mundial onde todos poderiam contribuir para a formação de seu conteúdo. Asimov acertadamente previu o que hoje conhecemos como Wikipédia. Com o passar dos anos essas previsões foram acabando e de acordo com os cientistas a ficção científica não será mais capaz de prever o futuro. Afinal, um escritor pensa em uma idéia sobre a existência de uma sociedade com tecnologia “X” nos computadores. Em seguida, o autor começar a desenvolver a sua história e personagens e, ao seu término, procura uma editora para avaliar e decidir se publicará sua obra. Até que todo esse processo citado ocorra, os cientistas ao descobrirem a tecnologia “X” existente nos computadores isto chegará em questão de segundos ao público devida a velocidade dos meios de comunicação. O exemplo citado prova nos dias de hoje é impossível a ficção científica prever o futuro. A pergunta que fica é: estaria realmente a ficção científica com seus dias contados?

Continuar lendo

21 de Aug de 2010, por

Revirada Cultural

A Revirada Cultural tem como objetivo fomentar e divulgar a diversidade cultural goianiense, promovendo o intercâmbio entre os agentes da cena cultural de forma a inserir o produtor cultural em um mercado que ele possa ser sustentado pelo próprio talento.

O evento está acontecendo durante todo o mês de Agosto e cada dia é preenchido com um tema diferente. Para domingo ficou reservado um dia nerd, voltado para literatura, filmes, quadrinhos e outras manifestações culturais.

É neste contesto que – como pode ser visto no site de eventos SteamCon.com.br – é inaugurada a Loja Goiás do Conselho SteamPunk, que será representada por Rafael Camargo, Lorenna Isabella e Guilherme Camargo, através de uma palestra que vai cobrir questões sobre o gênero que vão desde a literatura até a moda.

Revirada Cultural

Palestra da Loja Goiás do Conselho SteamPunk
Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro

Rua 3, esquina com a Rua 9, nº 1016 – Centro/Goiânia-GO
O local possui um teatro com capacidade para 291 pessoas, um cinema com capacidade para 217 pessoas, um café cultural, uma loja e um espaço para prosa e verso (aparelhada com Lan House e uma biblioteca).
Data: 22 de Agosto de 2010 – Domingo
Horário: 14hrs

Continuar lendo

Categoria(s): SteamPunk | Tag(s):
Copyright © Conselho SteamPunk 2010

Warning: substr() expects parameter 3 to be long, string given in /home/designio/public_html/go/wp-content/themes/lojas/footer.php on line 54